Recursos Humanos

• O elemento humano continua sendo o fator necessário ao sucesso de uma empresa. A ação conjunta de todo o pessoal envolvido é o que leva ao bom desempenho da atividade de qualquer negócio.

De nada adianta softwares de última geração e tecnologia de ponta, se não tivermos uma mão de obra bem preparada para poder interagir rapidamente com o mercado, os clientes e até mesmo com os concorrentes.

• Para que isto ocorra na sua intensidade máxima, devem ser criados condições para o seu desenvolvimento respeitando-se os seguintes passos:

1. Estabelecer um organograma enxuto com um número de pessoas estritamente indispensáveis;
2. Conferir à eles autoridade e responsabilidade bem estabelecidas;
3. Definir as linhas hierárquicas de comando e subordinações;
4. Conferir a todo o pessoal um programa de treinamento, aprimoramento e motivação;
5. Estabelecer critérios de avaliação de desempenho;
6. Definir as rotinas e controles do departamento de recursos humanos, envolvendo;

• Cartilha para Seleção/Recrutamento/Admissão/Demissão;
• Modelos p/ entrevistas de desligamento;
• Técnicas p/ aplicar avaliação de desempenho individual;
• Técnicas p/avaliação de cargos e salários;
• Composição dos encargos sociais e trabalhistas;
• Manualização de todas as funções.

Tais medidas são básicas para que desta maneira possamos:

- incentivar mais os funcionários, identificando rapidamente os verdadeiros potenciais;
- diminuir os atritos decorrentes da falta da definição clara dos direitos e responsabilidades de cada colaborador;
- acabar com as dualidades de mando;
- ter maior segurança na delegação de funções;
- melhorar consideravelmente a comunicação interna;
- aumentar a produtividade;
- qualificar melhor a mão de obra disponível.

Problemas mais freqüentes

Principais Objetivos

Desentendimento de comando dos diretores e homens-chaves com reflexos diretos e negativos na sua produtividade;

Dotar a empresa de Organograma enxuto, economicamente adequado ao porte da empresa e as suas necessidades operacionais presente;

Subordinação indefinida, duplo comando, dupla subordinação, atritos, não se sabe a quem cobrar e a quem responsabilizar quando as coisas andam mal;

Definir com clareza a área de autoridade e responsabilidade de cada diretor e dos "homens-clave";

Organograma mal definido em função às necessidades claras do departamentalização da empresa;

Delimitação clara das linhas hierárquicas;

Seleção, treinamento, avaliação de desempenho mal feitos, provocando alto turn-over e custos elevados, além de aumentar a improdutividade do pessoal;

Conferir à quem comanda, autoridade única no seu campo de atribuições;

O mesmo funcionário recebe ordens diferentes e antagônicas de seus superiores, não sabendo qual deles atender;

Através dessas medidas, eliminar as dualidades de comando, interferências hierárquicas, resultando em maior velocidade de decisões e produtividade do pessoal-chave;

Não existe um plano de carreira para os funcionários;

Definir a política de cargos e salários;

Os funcionários novos não conhecem as regras da empresa e muitas vezes, agem a sua própria maneira, sem respeitar a cultura da empresa;

Definir o regulamento interno, bem como estabelecer critérios de seleção, treinamento e avaliação de desempenho e de promoção de pessoal;

Especialidades

A Métodos desenvolveu suas metodologias e modus operandis desde 1976 e sabe exatamente o que sua empresa precisa para alçar vôos maiores. Leia atentamente, marque uma visita e juntos, vamos estruturar um crescimento sólido e promissor:

» Consultoria Empresarial;
» Gestão empresarial;
» Diagnóstico Empresarial;
» Organização de empresa;
» Planejamento Estratégico;
» Controle de Custos.

copyrights® 2015 - Métodos - Consultoria Empresarial

Logo da Empresa EX2 criação e otimização de sites